ASSESSORIA TÉCNICA
Especialista contribui para diversas áreas

Renato Melo Matihara está na SAÚDE BRB desde fevereiro de 2011. Com mais de seis anos de casa, já foi de analista de compliance a assessor técnico e contou suas experiências em entrevista concedida ao jornal Mais Vida de setembro.

Mais Vida – Qual é a sua formação profissional? Como foi sua trajetória até chegar à Caixa de Assistência?

Renato Matihara – Sou mineiro de Cataguases e vim de Fortaleza para Brasília em 2002, quando me casei. Sou formado em Ciências da Computação e tenho pós-graduação em Gestão de Planos de Saúde. Atuo na área de saúde desde 1994, quando entrei ainda como estagiário na Assefaz (Fundação Assistencial dos Servidores do Ministério da Fazenda), onde fiquei até o ano de 2006. Depois, trabalhei na Salutis, empresa que presta consultoria administrativa a planos de saúde e terceiriza toda a mão de obra. Entrei na SAÚDE BRB em 2011.

Mais Vida – O que faz atualmente?

Renato – Na minha área hoje, fazemos o gerenciamento das despesas assistenciais, tudo que diz respeito a pagamento de prestadores, liberação de procedimentos e autorizações. Faço o acompanhamento da parte normativa da ANS e do IDSS (nota das operadoras), relatórios e gráficos de gestão e assessoramento da Gerência de Apoio Logístico e Finanças – Geraf e da Gerência de Operações – Geop. No último organograma, estou ligado diretamente à Superintendência.

Mais Vida – Quais são os desafios da sua área?

Renato – Hoje, estamos com dois projetos em andamento. O primeiro é a implantação do prontuário eletrônico na Clínica, uma ferramenta nova no mercado e um grande desafio. O outro é a elaboração de um sistema em que as autorizações passariam a serem feitas de forma on-line. Estamos implementando gradualmente essas ferramentas que vão dar maior agilidade aos processos internos, facilitar a estratificação de informações gerenciais, eliminar o uso do papel, além de desonerar a equipe, contribuindo assim para a sustentabilidade da Instituição. Acreditamos que até meados do ano que vem esteja tudo funcionando.

Mais Vida – Qual é o seu papel nessas implantações?
Renato – Estou fazendo a parte de gestão do sistema juntamente com o Thiago Ferrarezi. Depois que estiverem em funcionamento, eles irão gerar toda a parte de inteligência de informações, e poderemos extrair dados e gráficos que facilitarão as tomadas de decisões. Esse também será nosso papel na gestão do processo e na segurança dessas informações.

Mais Vida – Fale sobre sua função de acompanhamento das obrigações legais?
Renato – Esse acompanhamento é feito em parceria com o jurídico, onde cuidamos da parte assistencial. Estamos em conformidade com as normas vigentes. Até o final do ano, teremos novas resoluções sendo editadas e entrando em vigor a partir de 2018, com a determinação de um novo rol de procedimentos. Teremos um final de ano bastante movimentado para nos adequarmos ao que está por vir. Temos uma boa nota junto à ANS. Dois aspectos contribuirão muito para a elevação do IDSS que foram: a parceira com a CASSI, que expandiu a rede em todo o país e o trabalho desenvolvido pela Clínica, com foco na atenção primária e assistência continuada. Com a expansão, teremos o serviço de odontologia, o que também poderá elevar o índice.

Mais Vida – Deixe uma mensagem aos leitores.

Renato – Levo comigo uma coisa que meu pai me ensinou: fazer o certo porque é certo. Não porque é bonito ou porque se espera algo em troca.