SAÚDE DOS IDOSOS
Viva mais e melhor com algumas dicas

O envelhecimento populacional é um fenômeno mundial. No Brasil, o processo iniciou-se a partir de 1960 e as mudanças se dão a largos passos. Em 1940, a população brasileira era composta por 42% de jovens com menos de 15 anos, enquanto os idosos representavam apenas 2,5%. No último Censo realizado pelo IBGE, a população de jovens foi reduzida a 24% do total. Por sua vez, os idosos passaram a representar 10,8% do povo brasileiro, ou seja, mais de 20,5 milhões de pessoas possuem mais de 60 anos. Isso representa incremento de 400% se comparado ao índice anterior. A estimativa é de que nos próximos 20 anos esse número mais que triplique.

Considerando o envelhecimento populacional em todo o mundo, que os idosos correspondem a 12,5% da população assistida pela SAÚDE BRB, e, ainda, que esse grupo é responsável por significativa demanda por serviços de saúde, essa faixa etária tem constituído foco de atenção por parte da Instituição, que desenvolve programas de prevenção específicos e conta com especialista na Clínica para cuidar da assistência aos beneficiários nessa faixa etária.

Certamente, a receita para envelhecer com saúde está refletida nas escolhas feitas ao longo dos anos. Por isso, quanto mais cedo os bons hábitos forem adquiridos, maiores são as chances de chegar se à maturidade com saúde. Confira cinco atitudes para envelhecer bem:

1. Pratique atividades físicas: não é só benefícios à silhueta que os exercícios trazem. Segundo a Organização Mundial da Saúde, as atividades ajudam a prevenir doenças da terceira idade como osteoporose, problemas cardíacos e, por causa dos níveis de serotonina que se elevam durante a prática, uma substância que melhora o humor e ajudam a prevenir a depressão.
2. Exercite o seu cérebro: todo mundo sabe que uma boa leitura promove relaxamento e ajuda a estimular o raciocínio, mas, além desses benefícios, ler livros ajuda a manter o cérebro sempre ativo, prevenindo a perda de memória. Jogos de
videogames ou de raciocínio também melhoram a memória.
3. Durma corretamente: dormir pouco todos os dias pode envelhecer o cérebro, pois acelera a velocidade do declínio cognitivo, além de afetar o raciocínio. Aliás, a privação do sono pode ainda atrapalhar a concentração durante as tarefas e atrapalhar o bom funcionamento do metabolismo, agravando, dessa forma, para o aumento do peso corporal. O ideal é descansar oito horas por noite.
4. Aumente a ingestão de água: a água é o nutriente mais abundante no corpo, onde desempenha papeis fundamentais. Algumas das funções são: transportar nutrientes para as células, regular a temperatura corporal, atuar nos processos fisiológicos de digestão, absorção e secreção, proteger de infecções e ajudar na eliminação de toxinas, por meio da urina. Por isso, a indicação é que sejam consumidos, no mínimo, dois litros de água diariamente – o que representa oito copos diariamente.

5. Evite o tabagismo e a ingestão demasiada de bebidas alcoólicas: o álcool etílico diminui a quantidade de vitamina A no organismo, agravando no aparecimento de rugas e linhas de expressão. Já o cigarro, reduz o fluxo sanguíneo afetando na oxigenação dos tecidos da pele. Além disso, como o álcool e o tabagismo provocam danos às células saudáveis do corpo, elevam as chances de doenças como diabetes, hipertensão e problemas neurológicos como o Mal de Parkinson. Sendo assim, é bom deixar esses vícios de lado.

Comemore o Dia Nacional do Idoso (27.09), mudando suas atitudes. Cuide-se e tenha uma vida mais saudável!

Fonte: www.aterceiraidade.net