Ter um bom plano de saúde e com uma adequada rede credenciada, como a oferecida pela SAÚDE BRB, é o que a maioria das pessoas deseja.

 Mas, para manter a qualidade dos serviços oferecidos, é preciso que a contribuição dos beneficiários e das patrocinadoras seja suficiente para custear as despesas. Adotar uma postura responsável em relação à utilização do seu plano é uma das formas de se conseguir o equilíbrio entre receitas e despesas. Isso porque os aumentos expressivos terão que ser compartilhados por todos. 

Faça a sua parte! Siga as dicas para a utilização sustentável dos serviços oferecidos por sua Caixa de Assistência.

Dicas Gerais

1. Organize um miniprontuário médico, mantendo em uma pasta dados e referências à sua saúde e a de sua família. Apresente-o sempre que for ao médico. Guarde receitas e resultados de exames realizados, para facilitar a consulta e fornecer ao médico dados essenciais ao diagnóstico e tratamento.

2. Use o plano apenas quando necessário. O abuso eleva o custo da assistência.

3. Comunique à SAÚDE BRB perdas ou roubos do seu cartão do Plano de Saúde.

4. O cartão de identificação é um documento e, como tal, é pessoal e intransferível. Nunca o empreste para outra pessoa.

5. Fique por dentro do seu Plano de saúde, conheça bem as coberturas, e seus direitos e deveres, para evitar contratempos.

6. Utilize o pronto-socorro somente em casos de urgência e emergência.

7. Acompanhe os demonstrativos de utilização do Plano e verifique se os débitos estão corretos.

8. Sempre que tiver questionamentos sobre a utilização dos procedimentos de saúde, contate a Central de Atendimento.

9. Verifique se as guias de serviço estão preenchidas corretamente e de forma completa. Antes de assinar a guia de consulta, certifique-se de que o serviço especificado foi o que você realmente utilizou.

10. Discuta com o seu médico ou dentista sobre o que lhe foi prescrito, seja uma cirurgia ou outro procedimento, e, também, sobre os materiais cirúrgicos que serão utilizados.

11. Certifique-se sobre a efetividade do uso de novas tecnologias e sobre a aceitação delas no meio científico.

12. Consulte mais de um profissional, caso desconfie de alguma recomendação ou solicitação.

13. Invista na prevenção, realize consultas eletivas e exames periódicos de modo a reduzir internações e as idas ao pronto-socorro.

14. Participe dos programas e projetos desenvolvidos na Clínica SAÚDE BRB. A equipe é interdisciplinar e atua com foco na prevenção, no modelo de atenção primária integral à saúde.

Consultas

1. Em caso de dúvida sobre a especialidade médica, marque sua consulta com um clínico geral. Ele poderá encaminhá-lo para o especialista indicado. Isso previne consultas desnecessárias.

2. Verifique junto ao prestador qual o prazo para a consulta de retorno e tente voltar ao seu médico nesse período, para evitar a cobrança de uma
nova consulta.

3. Evite mudar de um médico para outro, sem necessidade, pois além de ouvir diagnósticos que poderão confundi-lo, você estará desperdiçando o
seu tempo e os recursos do Plano, elevando também os custos.

4. Não troque de especialista a todo o momento, pois o profissional necessita realizar um acompanhamento da evolução do tratamento para o
melhor resultado.

5. Dê preferência às consultadas agendadas. Evite a utilização do pronto-socorro para situações de rotina, pois esse tipo de consulta tem custo dobrado. Além disso, ir ao hospital implica riscos de contrair doenças típicas desses ambientes.

6. Procure inteirar-se sobre os exames preventivos. Informe-se, com os especialistas da Clínica SAÚDE BRB, sobre os exames preventivos indicados à sua faixa etária. É muito importante a prevenção.

7. Encontre um médico de sua confiança na Clínica ou na rede credenciada acessível a você. Se você vai sempre ao mesmo médico, ele terá um histórico de todos os seus problemas de saúde e assim poderá chegar a um diagnóstico seguro e eficaz. Além disso, se preciso, ele saberá lhe indicar um especialista para resolver alguma questão específica.

Exames

1. Guarde exames e leve-os nas próximas consultas. Muitos exames, principalmente os de rotina, possuem prazo prolongado. É desnecessário repeti-los em curto espaço de tempo.

2. Verifique se as guias estão preenchidas corretamente e de forma completa. Assine a guia somente quando já estiver preenchida e tiver certeza que ela se refere aos exames que estão sendo realizados. Certifique-se de que foram realmente feitos. Se achar alguma irregularidade, questione! Se ainda assim houver problemas, entre em contato com a SAÚDE BRB, no fale conosco do portal da SAÚDE BRB. Valorize o que você pagou. Sempre que fizer exames médicos, retire-os do laboratório e leve-os ao seu médico em continuidade ao tratamento. Se for consultar outro profissional, apresente os resultados anteriores para não ter que repetir os exames.

3. Guarde sempre seus exames. Prefira deixar uma cópia com o médico, caso seja necessário, em vez do original.

4. Procure esclarecer com seu médico a necessidade dos pedidos de exames, qual o objetivo e a eficiência diagnóstica, essa atitude evita a multiplicação de vários exames.

Cirurgias Eletivas

Quando for necessário se submeter-se a uma cirurgia que não seja de urgência, é importante se programar-se com antecedência e solicitar autorização à SAÚDE BRB, que prontamente iniciará os procedimentos internos para viabilizá-la. O planejamento prévio ajudará a Caixa de Assistência a fazer as melhores negociações com os fornecedores de materiais cirúrgicos para obter os menores preços.

Questione seu cirurgião acerca da eficácia do procedimento, seus benefícios e riscos. Veja o que pode ser perguntado para que você possa sentir-se mais seguro:

1. Que cirurgia você está me indicando? Solicite a seu médico que explique detalhadamente o procedimento. Existem diferentes modos de fazer a intervenção? Um é mais complicado que outro? Pergunte ao seu cirurgião a razão da escolha de um método e não outro.

2. Porque eu preciso me submeter a essa cirurgia? Esteja seguro de que compreendeu bem como o procedimento se relaciona com o diagnóstico de sua condição de saúde.

3. Existe alternativa? Algumas vezes a intervenção cirúrgica não é a única solução para o problema. Remédios ou outros tratamentos, como modificações de dietas ou exercícios especiais podem ajudar tanto ou mais. É importante saber todas as variáveis para poder decidir melhor.

4. Quais os benefícios? Por quanto tempo durarão? Em alguns casos, não é raro os benefícios terem pouco tempo de duração. Poderá haver a necessidade de outro procedimento mais tarde? Algumas vezes, pacientes criam falsas expectativas e decepcionam-se com o resultado.

5. Quais são os riscos dessa cirurgia? Todas têm riscos, por isso você deve pesar benefícios e riscos.

6. O que acontecerá se eu não quiser ser operado? Baseado no que você sabe sobre os riscos e benefícios da cirurgia, poderá decidir por não realizá-la agora. Pergunte ao cirurgião o que você ganha ou perde por adiá-la. Pode sentir mais dores? Pode piorar sua situação? O problema pode desaparecer espontaneamente?

7. Que tipo de anestesia será utilizada e quais os riscos envolvidos? Qual profissional irá realizá-la?

Lembre-se:

1. Informe ao cirurgião todo seu histórico de doenças e restrições para minimizar riscos. Se necessário, anote-os para não se esquecer de nenhum detalhe importante.

2. Ouvir uma segunda opinião é um meio muito bom para ter certeza de que a cirurgia é ou não a melhor alternativa.

Órteses, Próteses e Materiais Cirúrgicos Especiais – OPM

A SAÚDE BRB tem as melhores práticas de gestão de OPME (órteses, próteses e materiais cirúrgicos especiais), as quais são adquiridas diretamente dos fornecedores. O processo tem seu foco na conformidade, mitigação de riscos e transparência. Seu objetivo principal é, para o beneficiário, garantir-lhe segurança e para a Operadora, a prescrição racional e o adequado gerenciamento das despesas assistenciais.

Essa rotina demonstra o cuidado da Caixa de Assistência em evitar perdas e transtornos para os pacientes que necessitam desse tipo de material. O
controle criterioso é fundamental para se evitarem eventuais prejuízos aos beneficiários e Plano.